3. EXEMPLO: Uma bomba operando com 42 m³/h em 100 mca, que apresenta na curva característica um rendimento de 57%. Qual a potência necessária para acioná-la? Qual o rendimento da bomba?

3.1. Cálculo da Potência

(*) Comercialmente, para uma potência requerida de 27,26 cv, teríamos que acoplar à bomba um motor de 30 cv.

3.2. Cálculo do Rendimento η = 42 x 100 x O,37

η = 57% Pelo exposto neste tópico, concluímos que potência absorvida e rendimento de uma bomba são variáveis interligadas, ficando claro que, quanto maior a potência necessária para acionar uma bomba, menor é o seu rendimento (η), e vice-versa. Isto se prova valendo-se do exemplo acima, se caso a bomba precisasse dos 30 cv do motor para realizar o trabalho desejado, o rendimento seria:

η = 51,8%


1. DEFINIÇÃO: A Potência Absorvida (BHP) de uma bomba é a energia que ela consome para transportar o fluído na vazão desejada, altura estabelecida, com o rendimento esperado. No entanto, o BHP (Brake Horse Power), denominado “Consumo de Energia da Bomba”, é função de duas outras potências também envolvidas no funcionamento de uma bomba. São elas:

A. Potência hidráulica ou de elevação (WHP); B. Potência útil (PU).

Porém, na prática, apenas a potência motriz faz-se necessária para se chegar ao motor de acionamento da bomba, cuja expressão matemática é expressa por:

BHP ou PM = Q x H x 0,37 η

Onde: BHP ou PM = Potência motriz absorvida pela bomba (requerida para a realização do trabalho desejado);

Q = Vazão desejada, em m3 /h; H = Altura de elevação pretendida, em mca; 0,37 = Constante para adequação das unidades; η = Rendimento esperado da bomba, ou fornecido através da curva característica da mesma, em percentual (%).

2. RENDIMENTO (η): O rendimento de uma bomba é a relação entre a energia oferecida pela máquina motriz (motor) e a absorvida pela máquina operatriz (bomba). Isto é evidenciado uma vez que o motor não transmite para o eixo toda a potência que gera, assim como a bomba, que necessita uma energia maior do que consome, devido as suas perdas passivas na parte interna. O rendimento global de uma bomba divide-se em:

A. Rendimento Hidráulico (H): Leva em consideração o acabamento interno superficial do rotor e da carcaça da bomba. Varia também de acordo com o tamanho da bomba, de 20 a 90%;

B. Rendimento Volumétrico (V): Leva em consideração os vazamentos externos pelas vedações (gaxetas) e a recirculação interna da bomba. Bombas autoaspirantes, injetoras e de alta pressão possuem rendimento volumétrico e global inferior às convencionais;

C. Rendimento Mecânico(M): Leva em consideração que apenas uma parte da potência necessária ao acionamento de uma bomba é usada para bombear. O restante, perde-se por atrito; Portanto, o rendimento global será:

η = Q x H x 0,37 BHP

Ou seja: a relação entre a potência hidráulica e a potência absorvida pela bomba

PM = Q x H x 0,37

Æ PM = 42 x 100 x 0,37 Æ PM = 27,26 ≅ 30 cv

η

57

27,26

42 x 100 x 0.37

30







NOTÍCIAS
Dezembro 2016
A Falta de Qualifica��o da M�o de Obra no Pa�s SAIBA MAIS...
NOTÍCIAS
Dezembro 2016
A Falta de Qualifica��o da M�o de Obra no Pa�s SAIBA MAIS...
NOTÍCIAS
Dezembro 2016
A Falta de Qualifica��o da M�o de Obra no Pa�s SAIBA MAIS...
NOTÍCIAS
Dezembro 2016
A Falta de Qualifica��o da M�o de Obra no Pa�s SAIBA MAIS...
NOTÍCIAS
Dezembro 2016
A Falta de Qualifica��o da M�o de Obra no Pa�s SAIBA MAIS...
DEPOIMENTOS
Bombas Injetoras

Pessoal altamente especializado, com preçso muito competitivos. Vale a pena conferir. "

Joaquim C. Neto
Hydro

"O evento foi muito bom. O instrutor conhece do que fala e consegue transmitir com muita clareza o assunto. Todas as d�vidas que foram levantadas teve respostas. Concluindo foi show!"

Rubens de Ara�jo Gomes
Vale

"Atrav�s deste treinamento agreguei novos conhecimentos para minhas atividades, conhecendo muito mais a matem�tica, renovando e a mim adequando, obrigado!"

Robson Luiz
Vega - SFS

"Treinamento produtivo pois veio ao encontro com nossas tarefas di�rias e pudemos entender o porque de muitas perguntas que tinhamos a respeito de opera��es e do modelo de gest�o que utilizamos em nossa �rea. "

M. Felix de Sales
Terlog

"Recomendo o treinamento, muito bom! "

Jomar Oliveira
Aguas de Joinville

"O conte�do que nos foi passado foi muito rico de informa��es que agregou muito conhecimento. Foi abordado de forma muito construtiva e proveitosa. Me sinto privilegiada por ter participado desse treinamento. A qualidade do material que recebemos foi muito grande, e claro, a pessoa que ministrou o treinamento tamb�m mostrou muito conhecimento na �rea, humildade em ensinar."

Amanda Grasiele Narciso de Deus
Anglo American

"Foi bom ter comprado com a Loja do consumidor,atendeu as expectativas. Pessoal atencioso, preços bons. Usei auxilio do Engenheiro ON Line"

Marco Aurélio Alves Barbosa
Vale S/A